quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Num caminho por aí...



Destrilho palavras em dois
movimentos calados
Empilho caminhos sem fins
e me lembro cansado
do sonhar que vento
me tornei

(Abril de 2011)
Postar um comentário