domingo, 18 de julho de 2010

(sobre teus sonhos e meus segredos)


Me debruço sobre a Noite
Nela escorrego, derreto
Assim, em tanto desejo,
.........pra ver de lua teu sorriso
.........tua boca nua de palavra

Ao Sol me submeto
Num dia de certo deserto
Assim, em fervor obcecado,
Num calor de desespero,
.........pra ver tua pele (de areia) se arrepiar de medo
.........e comer no meu Sonho os teus segredos

(17.07.2010)
Postar um comentário